Raves, “o submundo” da música eletrônica

​É de conhecimento dos amantes da música eletrônica que o país vem cada vez mais sendo abrigo de grandes festivais (e nós agradecemos por isso!!!). Presenciamos Djs consagrados no meio de várias vertentes, com músicas estouradas nas rádios e nos topos das paradas mais respeitadas.

Os shows contam com grandes e arrochados palcos com produções audiovisuais e pirotécnicas que são um show à parte. Até aqui nenhuma novidade! Mas talvez o que não tenham percebido é que há muito mais do que o lhes mostram, as raves também conhecidas como: festivais na floresta (longe dos centros urbanos) estão ai a exemplo.

Você já deve ter ouvido falar em rave, e talvez agora esteja pensando naquelas reportagens da mídia sensacionalista que trazem uma imagem negativa, associando- as ao uso de álcool e substâncias ilícitas, a atos desordeiros de uma juventude sem rumo: ESTÃO COMPLETAMENTE EQUIVOCADOS. Esta é uma visão comum adotada e mostrada por quem não as frequenta e não conhece de fato.

 

 

Esses festivais estão além do que explicar com extremas palavras, então direi de início que a paixão por música eletrônica apresenta de forma simples um ideal de sociedade que prega a coletividade e união, independentemente de cor ou raça, status ou conta bancária, o amor a natureza e suas riquezas.

As estruturas são bem simples e montadas com elementos que complementam o que a natureza já nos oferece: espaços aconchegantes e acolhedores, palcos decorados com muita cor, área para camping, feiras de artes e artesanato, espaço de criação etc; a prova disto é que cada vez mais tem sido visto crianças, adultos e idosos celebrando a chamada: VIDA PSICODÉLICA. 

 

E a música eletrônica se encaixa como elemento primordial e pilar que sustenta este grandioso espetáculo com vertentes pouco difundidas como: Trance, Minimal, Psy, PsyTrance etc. São destaques, Djs com talento tão excepcionais e únicos que são capazes de manter de 12h até 2 ou 3 dias de pessoas dançando. Sem mais delongas, os amantes deste estilo musical devem ter esta experiência ao menos uma vez na vida, adianto ainda que a sensação vai ser tão enriquecedora que jamais irá deixar de frequentá-lo. Então aproveite, porque o momento é favorável, e se ajuda alguma das mais esperadas é: Mandallah em Andradas/MG neste mês (14/10).

Nenhum Comentário.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: